Site do Prouni fica fora do ar no primeiro dia de inscrições

13 de janeiro de 2014

Educação



Site do Prouni fica fora do ar no primeiro dia de inscrições
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2014-01-13/site-do-prouni-fica-fora-do-ar-no-primeiro-dia-de-inscricoes
Jan 13th 2014, 21:33


Mariana Tokarnia

Repórter da Agência Brasil
Brasília - No primeiro dia de inscrição, o site do Programa Universidade para Todos (Prouni) passa por problemas técnicos e está fora do ar desde as 20h45, aproximadamente. Na última tentativa de acesso da Agência Brasil, às 21h33, o site continuava inoperante.
No Twitter, quem tenta se inscrever, reclama: "Tentando acessar o site do Prouni mas tá difícil, acho que está super lotado", escreveu uma usuária. Outra twitou"Ok, site já pode colaborar, quero me inscrever no Prouni".
Por meio da assessoria, o Ministério da Educação (MEC) informa que trata-se de um problema com o provedor, que já está sendo resolvido e que, em breve, o site voltará a funcionar. De acordo com a pasta, não há problema com os dados e os estudantes que confirmaram a inscrição podem ficar tranquilos.
Nesta edição, o ProUni oferece 191.625 bolsas em 1.116 instituições privadas de educação superior. São 131.636 bolsas integrais e 59.989 parciais. O número de bolsas ofertadas aumentou 18% na comparação com o primeiro semestre de 2013. As inscrições foram abertas nesta segunda-feira e vão até as 23h59 de sexta-feira (17) no site do programa.
Até as 20h, 423.163 candidatos se inscreveram no ProUni, segundo balanço divulgado pelo MEC. As inscrições somam 806.659 – pois os candidatos podem fazer até duas opções de curso.
Pode se inscrever no ProUni quem não tem diploma de curso superior. O estudante precisa ter feito a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2013 e obtido no mínimo 450 pontos na média das notas. O candidato não pode ter zerado na redação e precisa ter cursado o ensino médio na rede pública ou, com bolsa integral, na rede privada.
As bolsas integrais são para os estudantes com renda bruta familiar, por pessoa, até um salário mínimo e meio. As bolsas parciais pagam 50% da mensalidade e são destinadas aos candidatos com renda bruta familiar até três salários mínimos por pessoa. O bolsista parcial poderá usar o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para custear o restante da mensalidade.
Veja abaixo o cronograma do Prouni:
Inscrições: de 13 a 17 de janeiro de 2014
Resultado da primeira chamada: 20 de janeiro
Comprovação de informações: de 20 a 24 de janeiro
Resultado da segunda chamada: 3 de fevereiro
Comprovação das informações: de 3 a 6 de fevereiro
Prazo para manifestar interesse em participar da lista de espera: 13 e 14 de fevereiro
Comprovação de informações dos participantes da lista de espera: 19 e 20 de fevereiro

Edição: Fábio Massalli
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/95K/xZcYkX

Prouni tem mais de 400 mil inscritos no primeiro dia

Educação



Prouni tem mais de 400 mil inscritos no primeiro dia
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2014-01-13/prouni-tem-mais-de-400-mil-inscritos-no-primeiro-dia
Jan 13th 2014, 21:17


Mariana Tokarnia

Repórter da Agência Brasil
Brasília - Até as 20h de hoje (13), 423.163 candidatos se inscreveram no Programa Universidades para Todos (ProUni), segundo balanço divulgado pelo Ministério da Educação (MEC). As inscrições somam 806.659, pois os candidatos podem fazer até duas opções de curso. As inscrições foram abertas nesta segunda-feira e vão até as 23h59 de sexta-feira (17), no site do programa.
Nesta edição, o ProUni oferece 191.625 bolsas em 1.116 instituições privadas de educação superior. São 131.636 bolsas integrais e 59.989 parciais. O número de bolsas ofertadas aumentou 18% na comparação com o primeiro semestre de 2013.
O estudante que se inscreveu no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) também pode se inscrever no Prouni. Porém, caso seja selecionado nos dois processos, o estudante deverá escolher uma das vagas.
O programa terá duas chamadas online. O resultado da primeira será divulgado no dia 20 deste mês e o da segunda, no dia 3 de fevereiro, ambos na página do Prouni.
Pode se inscrever no ProUni quem não tem diploma de curso superior. O estudante precisa ter feito a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2013 e obtido no mínimo 450 pontos na média das notas. O candidato não pode ter tirado zero na redação e precisa ter cursado o ensino médio na rede pública ou, com bolsa integral, na rede privada.
Também pode concorrer pessoas com deficiência e professores da rede pública de ensino. No caso dos professores, é preciso estar no efetivo exercício do magistério da educação básica e integrando o quadro de pessoal permanente da instituição pública e concorrer a bolsas exclusivamente nos cursos com grau de licenciatura. Nesses casos, não há requisitos de renda.
As bolsas integrais são para os estudantes com renda bruta familiar, por pessoa, até um salário mínimo e meio. As bolsas parciais pagam 50% da mensalidade e são destinadas aos candidatos com renda bruta familiar até três salários mínimos por pessoa. O bolsista parcial poderá usar o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para custear o restante da mensalidade.
Veja abaixo o cronograma do Prouni:
Inscrições: de 13 a 17 de janeiro de 2014
Resultado da primeira chamada: 20 de janeiro
Comprovação de informações: de 20 a 24 de janeiro
Resultado da segunda chamada: 3 de fevereiro
Comprovação das informações: de 3 a 6 de fevereiro
Prazo para manifestar interesse em participar da lista de espera: 13 e 14 de fevereiro
Comprovação de informações dos participantes da lista de espera: 19 e 20 de fevereiro

Edição: Aécio Amado
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. É necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/95K/xZcYkX

Grupo Galileo vai recorrer do descredenciamento de universidades no Rio

Educação



Grupo Galileo vai recorrer do descredenciamento de universidades no Rio
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2014-01-13/grupo-galileo-vai-recorrer-do-descredenciamento-de-universidades-no-rio
Jan 13th 2014, 21:37

Mariana Tokarnia

Repórter da Agência Brasil
Brasília – O Grupo Galileo manifestou, em nota, repúdio ao descredenciamento da Universidade Gama Filho (UGF) e do Centro Universitário da Cidade (UniverCidade). O grupo é responsável pelas duas instituições. A decisão foi tomada hoje (13) pelo Ministério da Educação (MEC). Segundo a pasta, os motivos foram a baixa qualidade acadêmica, o grave comprometimento da situação econômico-financeira da mantenedora e a falta de um plano viável para superar o problema, além da crescente precarização da oferta da educação superior. A direção do grupo afirma que vai recorrer da decisão junto ao próprio MEC, além de acionar as instâncias judiciais cabíveis.
"Trata-se de uma decisão injusta e arbitrária, que leva o caos a duas das mais tradicionais e respeitadas instituições de ensino superior do Rio de Janeiro", diz o texto da nota. Além disso, a mantenedora diz que já havia apresentado um amplo projeto de reestruturação junto ao MEC, "contemplando a retomada das atividades acadêmicas e regularização dos salários de professores e funcionários. Esta decisão do MEC viola, dentre outros princípios constitucionais, o princípio da isonomia, uma vez que outras instituições de ensino superior passam por situação similar de dificuldade financeira e não foram descredenciadas".
Segundo o grupo, o descredenciamento põe em risco o emprego de 1,6 mil professores e cerca de 1 mil funcionários administrativos, além de comprometer o futuro de milhares de estudantes.
As polêmicas que envolvem a Gama Filho e a UniverCidade começaram em 2012, quando o MEC instaurou um processo de supervisão a partir de denúncias de irregularidades, deficiências acadêmicas e insuficiência financeira relacionadas ao início da gestão do Grupo Galileo.
No início de 2013, com o processo em curso e a assunção de novos controladores do Galileo, a crise nas instituições se agravou com a deflagração de greve de professores, de funcionários e de estudantes por falta de pagamento dos salários e precarização das condições de oferta em ambas instituições.
Diante do descumprimento por parte da mantenedora do Termo de Saneamento de Deficiências acordado, o MEC instaurou, em dezembro de 2013, processo administrativo para aplicação de penalidades, com prazo de 15 dias para a defesa. Apresentada a defesa, o ministério analisou a manifestação e os demais elementos constantes da supervisão e concluiu pelo descredenciamento de ambas as instituições com o objetivo de preservar o interesse dos estudantes e da sociedade por uma educação superior de qualidade.
Os estudantes da Gama Filho estiveram em Brasília, na semana passada, para pedir que a instituição não fosse descredenciada e a intervenção do governo na universidade.


Edição: Carolina Pimentel
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/95K/xZcYkX

MEC descredencia Universidade Gama Filho e UniverCidade

Educação



MEC descredencia Universidade Gama Filho e UniverCidade
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2014-01-13/mec-descredencia-universidade-gama-filho-e-univercidade
Jan 13th 2014, 19:36

Mariana Tokarnia

Repórter da Agência Brasil
Brasília - O Ministério da Educação (MEC) descredenciou hoje (13) a Universidade Gama Filho (UGF) e o Centro Universitário da Cidade (UniverCidade), ambos com sede no Rio de Janeiro. A decisão foi tomada pelo colegiado superior da Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior (Seres). Segundo a pasta, os motivos foram a baixa qualidade acadêmica, o grave comprometimento da situação econômico-financeira da mantenedora e a falta de um plano viável para superar o problema, além da crescente precarização da oferta da educação superior.
Os alunos das duas instituições serão todos transferidos. De acordo com o MEC, em até cinco dias úteis, a Seres divulgará edital convocando as instituições de educação superior do Rio de Janeiro que tenham interesse e condições para receber os alunos regularmente matriculados de modo a garantir a continuidade da formação, o aproveitamento dos estudos, a permanência em programas federais de acesso ao ensino superior e condições satisfatórias de qualidade da oferta e economicamente compatíveis aos estudantes em situação de transferência acadêmica. A publicação do edital dará início ao processo de transferência assistida.
As polêmicas que envolvem a Gama Filho e a UniverCidade começaram em 2012, quando o MEC instaurou um processo de supervisão a partir de denúncias de irregularidades, deficiências acadêmicas e insuficiência financeira relacionadas ao início da gestão do grupo Galileo.
No início de 2013, com o processo em curso e a assunção de novos controladores do Grupo Galileo, a crise nas instituições se agravou com a deflagração de greve de professores, de funcionários e de estudantes por falta de pagamento dos salários e precarização das condições de oferta em ambas instituições.
Diante do descumprimento por parte da mantenedora do Termo de Saneamento de Deficiências acordado, o MEC instaurou, em dezembro de 2013, processo administrativo para aplicação de penalidades, com prazo de 15 dias para a defesa. Apresentada a defesa, o ministério analisou a manifestação e os demais elementos constantes da supervisão e concluiu pelo descredenciamento de ambas as instituições com o objetivo de preservar o interesse dos estudantes e da sociedade por uma educação superior de qualidade.
Os estudantes da Gama Filho estiveram em Brasília, na semana passada, para pedir que a instituição não fosse descredenciada e que o governo interviesse na universidade.
No portal da Seres os interessados podem obter mais informações sobre a política de transferência assistida. Dúvidas podem também ser esclarecidas pelo telefone 0800-616161 do MEC.

Edição: Fábio Massalli
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/95K/xZcYkX

Região Norte teve a maior disputa por vagas no Sisu

Educação



Região Norte teve a maior disputa por vagas no Sisu
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2014-01-13/regiao-norte-teve-maior-disputa-por-vagas-no-sisu
Jan 13th 2014, 17:26


Yara Aquino

Repórter da Agência Brasil
Brasília – A Região Norte teve a maior disputa por vagas no Sistema de Seleção Unificada (Sisu). A relação de candidatos por vaga foi 44.97. Já o Centro-Oeste registrou a menor nota: 21.71. Foi no curso de engenharia naval a maior nota de corte, 869.15, de acordo com o Ministério da Educação.
Também estão entre as maiores notas: engenharia aeronáutica (817.15), engenharia aeroespacial (787.62) e engenharia naval e oceânica (783.17). A nota de corte é a menor nota para ficar entre os potencialmente selecionados.
O estado de Minas Gerais registrou o maior número de inscrições (616.419). Foi também o estado com maior oferta de vagas pelas instituições (20.029), seguido do Rio de Janeiro, Ceará e da Bahia. A Universidade Federal do Ceará liderou em número de inscrições (262.275).
O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, destacou a importância do Sisu ao oferecer aos estudantes a possibilidade de buscarem vagas em um universo maior de instituições. "É uma oportunidade fantástica que nós estamos dando aos jovens e, por mérito. Quem teve a melhor nota terá a colocação. O critério é transparente e de meritocracia", disse.


Edição: Aécio Amado
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. É necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/95K/xZcYkX

Após interdição judicial, aulas da USP Leste são retomadas no campus do Butantã

Educação



Após interdição judicial, aulas da USP Leste são retomadas no campus do Butantã
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2014-01-13/apos-interdicao-judicial-aulas-da-usp-leste-sao-retomadas-no-campus-do-butanta
Jan 13th 2014, 15:35

Camila Maciel

Repórter da Agência Brasil
São Paulo - Após a interdição judicial do campus da zona leste da Universidade de São Paulo (USP) em razão de contaminação do solo, as aulas foram retomadas hoje (13) na sede do Instituto de Psicologia, no bairro Butantã. A mudança é provisória e servirá para que sejam concluídas as atividades do ano passado. O início do próximo semestre, que estava previsto para 17 de fevereiro, ainda é incerto para estudantes e professores.
"Essa solução é paliativa. Há uma expectativa com a posse da nova diretora [do campus] e do novo reitor que eles consigam deflagar soluções para o problema, mas não são medidas imediatas. Não sabemos se voltamos daqui a 30, 40 dias, seis meses ou um ano", disse a professora da área de ciências biológicas e saúde Michele Schultz. A USP Leste, como a unidade é conhecida, tem cerca de 6 mil alunos e 270 docentes.
A interdição, efetivada na quinta-feira (9), ocorreu por meio de uma liminar, expedida pela juíza Laís Helena Bresser Lang Amaral, da 2ª Vara de Fazenda Pública. A decisão, concedida em uma ação civil pública proposta pelo Ministério Público Estadual, considera que a continuidade das atividades representam riscos à integridade física dos alunos e funcionários, pois o solo concentra gás metano – altamente inflamável – proveniente do descarte do desassoreamento do Rio Tietê.
O estudante Luís Henrique Marins, do curso de Ciências Naturais, relata que a mudança de local está provocando transtorno para alguns alunos, pois os campi ficam situados a, aproximadamente, 40 quilômetros de distância. "Eu moro a 10 minutos a pé da USP Leste, mas tive que dormir na casa de uns amigos que moram aqui perto, porque vou ter prova até as 23h", declarou. Outros estudantes, segundo ele, já disseram que não poderão comparecer às atividades de reposição.
Apesar de morar mais próximo ao Butantã, Gustavo Burin, aluno do curso de sistemas de informações, acredita que as aulas do ano letivo de 2014 devem recomeçar somente quando os órgãos, que atestaram os riscos da contaminação do terreno da USP Leste, assegurarem que o espaço tem condições de receber professores e estudantes. "Não faz sentido abrir só para cumprir a sentença. Se fechou, pelo menos, arruma e a gente espera até ficar pronto. Se não tiver lugar para ter aula, suspende", declarou.
A possível suspensão das aulas da graduação em 2014 não é o único inconveniente do impasse no campus. Michele Schultz destaca que muitas amostras biológicas, armazenadas em laboratórios, podem ser perdidas. "Estamos pedindo para que todo mundo que passa por lá, dê uma olhada para ver se a energia está funcionando. Mas ninguém tem acesso", contou. A professora desenvolve estudo com a análise genética de pacientes com derrame cerebral para verificar questões que impactam na reabilitação.
Ela relatou ainda o caso de um pesquisador que recebeu um equipamento de R$ 1,5 milhão, mas que não está podendo acessá-lo. A pesquisadora teme que a credibilidade do campus seja afetada diante das dificuldades para dar encaminhamento aos estudos. "Sabendo da não existência de infraestrutura física, os projetos podem começar a ser negados [pelas agências de fomento]", lamentou.
Além do problema com o solo, as atividades na USP Leste haviam sido suspensas no dia 16 de dezembro por determinação da diretoria do campus por causa de uma infestação de piolhos de pombo e de contaminação da água.
De acordo com a assessoria de imprensa da USP Leste, a universidade recorreu da decisão da juíza e, caso a interdição seja suspensa, as atividades serão retomadas lá. Informou ainda que, até o momento, não foi iniciado nenhum trabalho para solucionar a contaminação do solo. A desinfestação dos piolhos, por sua vez, será finalizada esta semana.
Edição: Talita Cavalcante
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/95K/xZcYkX

Após interdição judicial, aulas da USP Leste são retomadas no campus do Butantã

Educação



Após interdição judicial, aulas da USP Leste são retomadas no campus do Butantã
http://agenciabrasil.ebc.com.br/galeria/2014-01-13/apos-interdicao-judicial-aulas-da-usp-leste-sao-retomadas-no-campus-do-butanta
Jan 13th 2014, 15:49





You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/95K/xZcYkX

Mercadante diz que decisão sobre descredenciamento da Gama Filho sai esta semana

Educação



Mercadante diz que decisão sobre descredenciamento da Gama Filho sai esta semana
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2014-01-13/mercadante-diz-que-decisao-sobre-descredenciamento-da-gama-filho-sai-esta-semana
Jan 13th 2014, 15:52

Yara Aquino

Repórter da Agência Brasil
Brasília - O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, informou hoje (13) que até o final desta semana será tomada a decisão sobre o descredenciamento da Universidade Gama Filho, no Rio de Janeiro. A instituição passa por problemas financeiros e teve o vestibular suspenso em dezembro de 2013 pelo Ministério da Educação (MEC).
"Foi feito termo de saneamento de deficiências que não foi cumprido pela instituição, continuamos tendo atrasos de pagamentos. Já suspendemos os vestibulares. Faremos a análise final, ela [a instituição] tem direito a recurso, tem um prazo, e o prazo está se encerrando tecnicamente e a decisão jurídica e técnica será tomada", disse o ministro ao final de entrevista coletiva para divulgar o balanço do Sistema de Seleção Unificada (Sisu).
O ministro lembrou que, no caso de descredenciamento de instituições, é feita a transferência assistida dos alunos. "Fazemos uma oferta para que aqueles estudantes das respectivas instituições possam se alocar em cursos compatíveis com aqueles cursos que eles estavam fazendo."
As polêmicas que envolvem a Gama Filho começaram em 2012, quando o MEC instaurou um processo de supervisão a partir de denúncias de irregularidades, deficiências acadêmicas e insuficiência financeira relacionadas ao início da gestão do grupo Galileo na Universidade Gama Filho.
No início de 2013, com o processo em curso e a assunção de novos controladores do Grupo Galileo, a crise nas instituições se agravou com a deflagração de greve de professores, de funcionários e de estudantes por falta de pagamento dos salários e precarização das condições de oferta em ambas instituições.
No último dia 7, estudantes da Gama Filho ocuparam o auditório MEC durante toda a tarde. No fim do dia, foram recebidos pelo ministro Aloizio Mercadante. Na ocasião, os estudantes foram informados que seria formada uma comissão para discutir a situação.
Edição: Talita Cavalcante
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/95K/xZcYkX

O ministro, Aloizio Mercadante concede coletiva sobre Sisu e ProUni

Educação



O ministro, Aloizio Mercadante concede coletiva sobre Sisu e ProUni
http://agenciabrasil.ebc.com.br/galeria/2014-01-13/ministro-aloizio-mercadante-concede-coletiva-sobre-sisu-e-prouni
Jan 13th 2014, 14:32

Brasília – O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, concede entrevista coletiva para divulgar o balanço final das inscrições no Sistema de Seleção Unificado (Sisu)e sobre o início das inscrições no Programa Universidade para Todos (ProUni)

Brasília – O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, concede entrevista coletiva para divulgar o balanço final das inscrições no Sistema de Seleção Unificado (Sisu)e sobre o início das inscrições no Programa Universidade para Todos (ProUni)

Brasília – O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, concede entrevista coletiva para divulgar o balanço final das inscrições no Sistema de Seleção Unificado (Sisu)e sobre o início das inscrições no Programa Universidade para Todos (ProUni)

Brasília – O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, concede entrevista coletiva para divulgar o balanço final das inscrições no Sistema de Seleção Unificado (Sisu)e sobre o início das inscrições no Programa Universidade para Todos (ProUni)



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/95K/xZcYkX

ProUni oferta 191 mil bolsas no primeiro semestre

Educação



ProUni oferta 191 mil bolsas no primeiro semestre
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2014-01-13/prouni-oferta-191-mil-bolsas-no-primeiro-semestre
Jan 13th 2014, 14:16



Yara Aquino

Repórter da Agência Brasil
Brasília - O Programa Universidades para Todos (ProUni) oferta no primeiro semestre deste ano 191.625 bolsas em 1.116 instituições privadas de educação superior. São 131.636 bolsas integrais e 59.989 parciais. O número de bolsas ofertadas aumentou 18% na comparação com o primeiro semestre de 2013. As inscrições para o ProUni foram abertas hoje (13), e o prazo vai até as 23h59 da sexta-feira (17).
Os cursos com maior oferta de vagas são administração (21.252), pedagogia (14.773), direito (13.794) e ciências contábeis (10.883). O estado de São Paulo é o que tem o maior número de vagas disponíveis no ProUni. São cerca de 64,3 mil, seguido de Minas Gerais, com 19,5 mil, e Paraná, com 16,5 mil.
As vagas desta edição do ProUni estão distribuídas em 25,9 mil cursos. No total, 991 municípios tem instituições particulares que participam do ProUni.
"O apoio da família, o esforço dos estudantes e as políticas públicas estão permitindo muito mais acesso, a universidades, de pessoas que nunca conseguiram chegar", destacou o ministro da Educação, Aloizio Mercadante.
As bolsas integrais são para os estudantes com renda bruta familiar, por pessoa, até um salário mínimo e meio. As bolsas parciais pagam 50% da mensalidade e são destinadas aos candidatos com renda bruta familiar até três salários mínimos por pessoa. O bolsista parcial poderá usar o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para custear o restante da mensalidade.
No momento da inscrição, o estudante pode fazer até duas opções de curso. A primeira chamada dos estudantes pré-selecionados no ProUni será divulgada no dia 20 de janeiro e a segunda no dia 3 de fevereiro. Os estudantes que não forem pré-selecionados nas duas chamadas regulares podem participar da lista de espera.
Pode se inscrever no ProUni quem não tem diploma de curso superior. O estudante precisa ter feito a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2013 e obtido no mínimo 450 pontos na média das notas. O candidato não pode ter tirado 0 na redação e precisa ter cursado o ensino médio na rede pública ou, com bolsa integral, na rede privada. Também pode concorrer pessoas com deficiência e professores da rede pública de ensino.
No caso dos professores, é preciso estar no efetivo exercício do magistério da educação básica e integrando o quadro de pessoal permanente da instituição pública e concorrer a bolsas exclusivamente nos cursos com grau de licenciatura. Nesses casos, não há requisitos de renda.
Edição: Talita Cavalcante
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/95K/xZcYkX

Primeira edição do Sisu em 2014 tem mais de 2,5 milhões de inscritos

Educação



Primeira edição do Sisu em 2014 tem mais de 2,5 milhões de inscritos
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2014-01-13/primeira-edicao-do-sisu-em-2014-tem-mais-de-25-milhoes-de-inscritos
Jan 13th 2014, 13:08



Yara Aquino

Repórter da Agência
Brasília - A primeira edição de 2014 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) teve 2.559.987 inscritos. O número de inscritos no programa mostra um crescimento de 31% em relação à edição do primeiro semestre de 2013. O Sisu oferta vagas de educação superior em instituições públicas, com base nas notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O balanço final foi divulgado hoje (13) pelo Ministério da Educação.
Nesta edição, o Sisu oferece 171.401 vagas em 4.723 cursos de 115 instituições públicas de educação superior. Os cursos mais procurados foram administração, direito, pedagogia e medicina. O mais concorrido foi o de medicina, com 72 candidatos por vaga. A faixa etária predominante dos inscritos no Sisu (52%) é 18 anos a 24 anos.
A relação de candidatos por vaga na lei federal de cotas e nas ações afirmativas próprias das instituições foi ligeiramente superior que a da ampla concorrência. Na lei de cotas, a relação foi 31,76 candidatos por vaga, nas ações afirmativas, 30,35, e na ampla concorrência, 27,19. Nesta edição, 56% das vagas foram ofertadas para a ampla concorrência e 44% para a lei de cotas e ações afirmativas.
O resultado da primeira chamada do Sisu está disponível na página do programa, e as matrículas dos convocados devem ser feitas de 17 a 21 de janeiro. O resultado da segunda chamada será divulgado no dia 27 de janeiro, e a matrícula podem ser feita de 31 de janeiro a 4 de fevereiro. A adesão à lista de espera ocorre de 27 de janeiro a 7 de fevereiro, no site do Sisu.
Edição: Talita Cavalcante
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/95K/xZcYkX

MEC divulga resultado da primeira chamada do Sisu

Educação



MEC divulga resultado da primeira chamada do Sisu
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2014-01-13/mec-divulga-resultado-da-primeira-chamada-do-sisu
Jan 13th 2014, 09:58


Yara Aquino

Repórter da Agência Brasil
Brasília – Os candidatos que se inscreveram no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) já podem consultar na internet, na página do Sisu, o resultado da primeira chamada do programa. O resultado pode ser consultado também nas instituições participantes e na Central de Atendimento do Ministério da Educação pelo telefone 0800-616161.
Os convocados devem fazer a matrícula no período de 17 a 21 deste mês. O candidato selecionado pelo Sisu deverá verificar, junto à instituição de ensino em que foi aprovado, o local, horário e procedimentos para matrícula. Quem não comparecer à instituição na data prevista perderá a vaga. O selecionado na primeira opção de curso que não fizer a matrícula estará automaticamente fora do processo.
O resultado da segunda chamada será divulgado no dia 27 de janeiro e a matrícula dos estudantes selecionados poderá ser feita de 31 de janeiro a 4 de fevereiro.
O estudante que não for selecionado em nenhuma das duas chamadas ou for selecionado na segunda opção poderá participar da lista de espera. A adesão deverá ser feita também no site do Sisu, de 27 de janeiro a 7 de fevereiro. Os estudantes serão convocados a partir do dia 11 de fevereiro.
O Sisu seleciona estudantes com base nas notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Nesta edição, o Sisu oferece 171.401 vagas em 4.723 cursos de 115 instituições públicas de educação superior.
Edição: Graça Adjuto
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/95K/xZcYkX

Dilma: Enem dá acesso ao ensino superior de forma democrática e por mérito do aluno

Educação



Dilma: Enem dá acesso ao ensino superior de forma democrática e por mérito do aluno
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2014-01-13/dilma-enem-da-acesso-ao-ensino-superior-de-forma-democratica-e-por-merito-do-aluno
Jan 13th 2014, 07:31

Paula Laboissière

Repórter da Agência Brasil
Brasília – A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (12) que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) garante acesso ao ensino superior de forma democrática, transparente e por mérito do próprio estudante. "Independentemente da renda da família", ressaltou.
Ela lembrou que a nota da prova vale, por exemplo, como critério para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que terá o resultado divulgado hoje, e também para o Programa Universidade para Todos (ProUni), que abre inscrições nesta segunda-feira.
No programa semanal Café com a Presidenta, Dilma destacou que, este ano, o Sisu oferece 42 mil vagas a mais que em 2013, além de quase mil cursos a mais. Em 2010, segundo ela, eram oferecidas vagas em 180 municípios. Atualmente, 453 cidades contam com campus e universidades públicas participantes do programa.
"A expansão da Rede Federal de Ensino Superior permite que haja grande ampliação na oferta de oportunidades de estudo em todo o Brasil, nas capitais, mas, sobretudo, no interior do Brasil".
Ainda de acordo com a presidenta, cursos como o de engenharia registraram 25 mil vagas à disposição, número 36% maior que o de 2013. Para os cursos de licenciatura, foram mais de 45 mil vagas (25% a mais que em 2013) e, para cursos de medicina, 2.925 vagas (60% a mais que em 2013).
Dilma lembrou que a Lei de Cotas prevê que as universidades federais e os institutos federais de educação reservem, pelo menos, 25% das vagas de todos os cursos para os estudantes das escolas públicas. Do total das vagas reservadas, uma parte será destinada aos estudantes das escolas públicas com renda até um salário mínimo e meio por pessoa, e para negros e indígenas.
"E temos uma notícia muito boa: as instituições federais foram além e as vagas reservadas para as cotas já estão em 37% de todas as vagas oferecidas pelo Sisu. Se você somar isso às ações afirmativas das próprias universidades, as vagas reservadas para as cotas chegam a 43% das vagas do Sisu. Isso mostra como o Brasil está empenhado em avançar para saldar uma dívida histórica e oferecer oportunidades a todos os brasileiros."
Sobre o ProUni, que inicia as inscrições hoje, a presidenta destacou que serão oferecidas 190 mil vagas para estudantes que não têm condição de pagar a mensalidade em uma universidade particular. Todo aluno que estudou em escola pública e tem renda mensal até três salários mínimos por pessoa da família pode se candidatar a uma bolsa do programa. As inscrições vão até a próxima sexta-feira (17).
Edição: Graça Adjuto


Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil





You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/95K/xZcYkX

MEC abre inscrições para primeira edição do ProUni de 2014

Educação



MEC abre inscrições para primeira edição do ProUni de 2014
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2014-01-13/mec-abre-inscricoes-para-primeira-edicao-do-prouni-de-2014
Jan 13th 2014, 06:58


Mariana Tokarnia

Repórter da Agência Brasil
Brasília - Estão abertas no site do Programa Universidade para Todos (ProUni) as inscrições para a primeira edição de 2014. O prazo vai até as 23h59 da sexta-feira (17). O estudante pode fazer até duas opções de curso. A primeira chamada dos estudantes pré-selecionados será divulgada no dia 20 de janeiro e a segunda no dia 3 de fevereiro. Este ano, o edital prevê uma mudança na lista de espera.
Pode participar da seleção o estudante que tenha feito a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2013 e obtido no mínimo 450 pontos na média das notas. O candidato não pode ter tirado 0 na redação e precisa ter cursado o ensino médio na rede pública ou com bolsa integral na rede privada.
O ProUni é destinado a alunos que querem concorrer a bolsas de estudo, integrais ou parciais, em instituições particulares de educação superior. As bolsas integrais são para os estudantes com renda bruta familiar, por pessoa, até um salário mínimo e meio. As bolsas parciais são destinadas aos candidatos com renda bruta familiar até três salários mínimos por pessoa. O bolsista parcial poderá utilizar o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para custear o restante da mensalidade.
Este ano, há mudança quanto aos procedimentos da lista de espera. Agora, o estudante que não for pré-selecionado nas duas chamadas regulares e quiser participar da lista terá de manifestar interesse pela internet e, em seguida, nas datas previstas em edital, comparecer à instituição de ensino na qual pretende estudar, com os documentos necessários.
Após esse processo, a instituição terá prazo para avaliar a documentação. O estudante selecionado receberá o resultado por meio do boletim do candidato, disponível na página do ProUni. Nas edições anteriores, o candidato tinha de manifestar interesse na lista de espera e aguardar a convocação da instituição.
Veja abaixo o cronograma do Prouni:
Inscrições: de 13 de janeiro a 17 de janeiro


Pré-selecionados em primeira chamada: 20 de janeiro
Comprovação das informações nas instituições: 20 a 24 de janeiro
Matrícula dos selecionados em primeira chamada: 20 a 29 de janeiro

Pré-selecionados em segunda chamada: 3 de fevereiro
Comprovação das informações nas instituições: 3 a 6 de fevereiro
Matrícula dos selecionados em segunda chamada: 3 a 10 de fevereiro

Adesão à lista de espera na internet: 13 a 14 de fevereiro
Comprovação das informações dos candidatos em lista de espera nas instituições: 19 a 20 de fevereiro
Matrícula dos selecionados em lista de espera: 21 a 26 de fevereiro
Edição: Graça Adjuto
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/95K/xZcYkX

MEC divulga hoje resultado da primeira chamada do Sisu

Educação



MEC divulga hoje resultado da primeira chamada do Sisu
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2014-01-13/mec-divulga-hoje-resultado-da-primeira-chamada-do-sisu
Jan 13th 2014, 06:30


Mariana Tokarnia

Repórter da Agência Brasil
Brasília - O Ministério da Educação (MEC) divulga hoje (13) o resultado da primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) na internet. Nesta edição, o Sisu oferece 171.401 vagas em 4.723 cursos de 115 instituições públicas de educação superior. O resultado do Sisu pode ser consultado também nas instituições participantes e na Central de Atendimento do MEC, por meio do telefone 0800-616161.
O Sisu seleciona estudantes com base nas notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os convocados devem fazer a matrícula no período de 17 a 21 próximo. O candidato que não comparecer à instituição na data prevista perderá a vaga.
O candidato selecionado na primeira opção de curso que não fizer a matrícula estará automaticamente fora do processo. Já o selecionado na segunda opção que não comparecer à instituição poderá continuar participando da chamada seguinte, quando ainda poderá ser selecionado na primeira opção.
O resultado da segunda chamada será divulgado no dia 27 de janeiro e a matrícula dos estudantes selecionados poderá ser feita de 31 de janeiro a 4 de fevereiro.
O estudante que não for selecionado em nenhuma das duas chamadas ou for selecionado na segunda opção poderá participar da lista de espera. A adesão deverá ser feita também no site do Sisu, de 27 de janeiro a 7 de fevereiro. Os estudantes serão convocados a partir do dia 11 de fevereiro.
Veja abaixo o cronograma do Sisu:


Edição: Graça Adjuto


Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/95K/xZcYkX

Alta do papel e do dólar pesam no preço do material escolar

Educação



Alta do papel e do dólar pesam no preço do material escolar
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2014-01-13/alta-do-papel-e-do-dolar-pesam-no-preco-do-material-escolar
Jan 13th 2014, 05:50


Mariana Tokarnia

Repórter da Agência Brasil
Brasília - A alta do preço do papel, do dólar e a elevada carga tributária são os principais vilões do aumento do preço dos livros didáticos e de material escolar, segundo entidades ligadas ao setor. Em 2013, o dólar subiu pouco mais de 15% em relação ao real, encarecendo os produtos importados. Já o papel, segundo o Sindicato Nacional dos Editores de Livros (Snel), aumentou em torno de 12%. Somado a esse cenário, a Associação Brasileira dos Fabricantes e Importadores de Artigos Escolares (Abfiae) aponta a alta cobrança de tributos, que pode chegar a 47% do preço final.
Na hora de comprar, os altos preços são evidentes. Mãe de três filhos, a bacharel em direito Raíres Cunha, chegou a gastar cerca de 20% a mais que no ano passado. O valor pago, relata, deve superar a mensalidade que paga no colégio particular onde os filhos estudam. As compras ainda não terminaram e ela já desembolsou mais de R$ 800. "E isso apenas para um dos filhos", diz.
De acordo com as entidades do setor, os aumentos têm justificativa. Em relação aos livros, a presidenta do Snel, Sônia Machado Jardim, explica que ainda não foi feito um levantamento do reajuste este ano. "Vários aumentos ocorreram no último ano, causando impacto no custo de produção do livro. Por exemplo, o papel aumentou em torno de 12%, o dissídio da categoria foi 6,40%. Infelizmente, esses aumentos acabaram refletindo no preço do livro".
Segundo ela, as isenções concedidas ao setor não são suficientes para garantir a diminuição dos preços. Desde 2004, o livro é isento do PIS e da Cofins, inclusive na importação, que variavam entre 3,65% e 9,25%, dependendo do regime tributário da empresa. "No mesmo período, só o reajuste salarial da categoria foi 79,96%, ou seja, o benefício da isenção fiscal teve seu reflexo acumulado ao longo desses dez anos pelo aumento dos insumos", explica Sônia.
Nos itens de papelaria, como cadernos, canetas, cola, giz de cera, que fazem parte da lista de material dos estudantes, a Abfiae, que reúne marcas como a Faber-Castell, Tilibra e Bic, diz que não é possível padronizar a taxa de aumento. O setor é "bastante pulverizado e os preços variam muito de acordo com a concorrência", argumenta o presidente da associação, Rubens Passos. Segundo ele, são os tributos que encarecem os produtos.
Um levantamento do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT) mostra que a carga tributária responde por 47,49% do preço de uma caneta, por exemplo. No caso de uma régua, a taxa chega a 44,65%, e de um lápis, a 34,99%. A associação acredita que uma redução do PIS e da Cofins e do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) poderia significar queda de 10%.
O professor da Fundação Getulio Vargas, no Rio de Janeiro, e especialista em varejo Roberto Kanter acrescenta outro componente para o aumento: o dólar. A alta da moeda norte-americana tem impacto nos produtos importados do setor, o que nem sempre é fácil de identificar. "Quando vemos na papelaria que um produto é de outro país, é fácil evitar a compra e economizar, mas boa parte dos produtos e insumos é importada pelas indústrias e elas revendem".
Kanter ressalta que, no início do ano, a demanda cresce e o comércio aproveita para lucrar. "O ano de 2013 não foi bom para o varejo, o empresário aproveita então esse período de maior demanda para aumentar os preços. E nem sempre isso é proporcional ao aumento dos índices. Se um produto custa R$ 0,70, ele arredonda para R$ 1, sem perceber que isso representa um aumento de 40%".
A dica do professor é fazer uma boa pesquisa de preço e optar por lojas menores, onde se possa negociar preços menores. Raíres Cunha está fazendo a pesquisa e deixou os itens de papelaria para as últimas compras. Ela adianta que na capital federal são encontrados produtos de todo preço. "Achei canetas bem baratinhas e canetas de até R$ 6".
Veja abaixo a carga tributária sobre o material escolar:
Agenda Escolar: 43,19%

Apontador: 43,19%

Borracha: 43,19%

Caderno Universitário: 34,99%

Caneta: 47,49%

Cola Tenaz: 42,71%

Estojo para Lápis: 40,33%

Fichário: 39,38%

Folhas para Fichário: 37,77%

Lancheira: 39,74%

Lápis: 34,99%

Livro: 15,52%

Mochilas: 39,62%

Papel Pardo: 34,99%

Papel Carbono: 38,68%

Papel Sulfite: 37,77%

Pastas Plásticas: 40,09%

Régua: 44,65%

Tinta Guache: 36,13%

Tinta Plástica: 36,22%
Fonte: Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação

Edição: Carolina Pimentel


Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/95K/xZcYkX

Pais reclamam da lista de materiais das escolas particulares

Educação



Pais reclamam da lista de materiais das escolas particulares
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2014-01-13/pais-reclamam-da-lista-de-materiais-das-escolas-particulares
Jan 13th 2014, 05:58


Mariana Tokarnia

Repórter da Agência Brasil
Brasília - A bacharel em direito Raíres Cunha trocou os filhos de escola este ano. No momento da matrícula, pagou uma taxa estipulada pela escola para a aquisição de materiais, como caixa de giz, pincel e cola. Quando veio a lista de material individual, uma surpresa: lá estavam elencados materiais bem parecidos. Em uma lista, pedia-se uma cola de 1 litro, na outra, a mãe deveria comprar duas colas brancas.
No Distrito Federal, mais de 200 pais procuraram a Associação de Pais de Alunos das Instituições de Ensino (Aspa-DF) para reclamar de possíveis abusos e tirar dúvidas sobre listas de materiais escolares. As queixas são principalmente sobre a exigência de material coletivo, o que é proibido por lei, e a não especificação do uso dos produtos solicitados. A entidade recebeu reclamações também de pais de outros estados.
"Acho um absurdo. Se eles pedem um valor para comprar material de uso coletivo das crianças, por que a gente tem que comprar mais material ainda?", reclama Raíres. "Aqui [aponta a lista coletiva] diz que a gente paga um pincel. Na outra [individual], pedem outro pincel".
Tudo isso pesa no bolso. O presidente da Aspa-DF, Luis Claudio Megiorin, calcula que todo o material solicitado no início do ano letivo e durante o ano, como os extras, representam um acréscimo de 15% a 20% no gasto anual das famílias com a mensalidade escolar.
Sancionada no ano passado, a Lei 12.886/13 prevê o direito de comprar apenas o que o próprio filho vai consumir, individualmente ou coletivamente. O texto diz: "Será nula cláusula contratual que obrigue o contratante ao pagamento adicional ou ao fornecimento de qualquer material escolar de uso coletivo dos estudantes ou da instituição".
A presidenta da Federação Nacional das Escolas Particulares (Fenep), Amábiles Pacios, informa que o material coletivo a que se refere a lei é o de uso de expediente, como material de limpeza, papel higiênico e sabonete. Itens como cartolinas, giz de cera e pincéis podem ser pedidos pela escola, para uso do aluno em sala de aula. Mas, para esses materiais, o centro de ensino deve especificar a finalidade de cada um.
"Os pais devem comprar aquilo que for usado pedagogicamente em uma construção coletiva. Esse material volta para o pai em forma de trabalho das crianças", diz Amábile, acrescentando que os pais com dúvida devem procurar as instituições, que estão à disposição para explicar sobre o uso dos materiais. Ela esclarece que não existe uma única regra e "as escolas têm autonomia para desenvolver propostas pedagógicas e solicitar o material para que ela seja desenvolvida".
Na semana passada, o Procon-DF constatou que o plano de execução não está sendo apresentado aos pais por algumas instituições. A Operação Passa Régua fiscalizou 13 escolas, sendo que nove foram autuadas por apresentar irregularidades como a falta desse plano.
O Procon-DF recomenda que os pais exijam o plano de execução das escolas e fiquem atentos quanto às exigências da lista. Qualquer dúvida, devem procurar a instituição e registrar a queixa. A Aspa-DF orienta os pais a etiquetar todo o material comprado e deixado na escola. Ao final do ano, eles devem solicitar às escolas a devolução de pincéis, lápis de cor e do que não for completamente consumido ao longo do ano. "Isso pode ser guardado e usado no ano seguinte", ressalta Megiorin.

Edição: Carolina Pimentel



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/95K/xZcYkX


Explore o MAXX

Notícias
Nacional

Internacional
Finanças
Política
Justiça
Segundo Caderno
Esportes


Educação
Inovação

Serviços
Barra de Ferramentas

Buscador
Previsão do Tempo
Tradutor
Viagens

Entretenimento
Cultura

Famosos
MAXX FM
Música
Sobre Rodas
Stations (Busca Rádios)

Estilo de vida
Homem

Mulher

Chat
Amizade

Encontros
Livre
Paquera
Sexo (+ 18 anos)
Webmasters
Outras salas

Fale conosco
Atendimento Virtual
Avalie-nos
E-mail

Fone Fácil
Fórum
Reclame Aqui
Redes Sociais

Copyright 2008 - 2017 © Ouni - Todos os direitos reservados.
"O uso desse website significa que você aceita os Termos de Uso e a Política de Privacidade, em especial no que tange ao uso de cookies."

Informações Importantes | Política de Privacidade | Termos de Uso

Vá para o Ouni