Universidades se preparam para receber alunos da Gama Filho e UniverCidade

24 de janeiro de 2014

#Crise #Universidades


As regras do governo destinadas a selecionar as instituições de ensino superior interessadas em receber estudantes da Universidade Gama Filho e da UniverCidade foram avaliados de forma positiva pela vice-presidente da Associação Nacional das Universidades Particulares (Anup), Elizabeth Guedes. As duas instituições do Grupo Galileo foram descredenciadas pelo Ministério da Educação, e as normas foram publicadas em edição extra do Diário Oficial da União de ontem (23).

Para Elizabeth, os editais foram bem estruturados e devem dar agilidade à absorção dos alunos, impedindo que eles percam o primeiro semestre de aulas. “Os alunos não podem perder mais e queremos interromper isso o mais rápido possível e colocá-los em sala de aula”, disse.Leia também outras notícias em Educação

A vice-presidente da Anup avalia que haverá um processo satisfatório de absorção de professores e funcionários das instituições descredenciadas por aquelas que receberão os estudantes transferidos. “Não será possível aproveitar 100% de funcionários e professores, até porque a Gama Filho estava em um processo de demissão contida; estava sem recursos para demissões, e deve existir servidores além do necessário”, disse.

Ela informou que várias universidades estão interessadas em participar do processo, e disse que, para receber 17,2 mil estudantes, terão que fazer investimentos em infraestrutura e pessoal, o que será decisivo para determinar a quantidade de instituições capacitadas para apresentar propostas. O cenário deve ficar melhor definido após reunião marcada para a próxima segunda-feira (27), no MEC, quando os editais serão debatidos, avalia Elizabeth Guedes.

Segundo o assessor do Fórum das Entidades Representativas do Ensino Superior Particular, Sólon Caldas, as instituições privadas querem ajudar a resolver o problema, para que os estudantes não sejam prejudicados e possam retomar os estudos em cursos de qualidade. "Estamos interessados em resolver o problema. Sabemos que o descredenciamento foi uma decisão extrema, e que o MEC não tinha outra opção".


Matéria: Agência Brasil (via portal EBC)

Espalhe:

Comentário(s)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


Explore o MAXX

Notícias
Nacional

Internacional
Finanças
Política
Justiça
Segundo Caderno
Esportes


Educação
Inovação

Serviços
Barra de Ferramentas

Buscador
Previsão do Tempo
Tradutor
Viagens

Entretenimento
Cultura

Famosos
MAXX FM
Música
Sobre Rodas
Stations (Busca Rádios)

Estilo de vida
Homem

Mulher

Chat
Amizade

Encontros
Livre
Paquera
Sexo (+ 18 anos)
Webmasters
Outras salas

Fale conosco
Atendimento Virtual
Avalie-nos
E-mail

Fone Fácil
Fórum
Reclame Aqui
Redes Sociais

Copyright 2008 - 2017 © Ouni - Todos os direitos reservados.
"O uso desse website significa que você aceita os Termos de Uso e a Política de Privacidade, em especial no que tange ao uso de cookies."

Informações Importantes | Política de Privacidade | Termos de Uso

Vá para o Ouni